Lentes de Barnabé

Atualizado: 19 de Set de 2018

“O qual, quando chegou, e viu a graça de Deus, se alegrou,

e exortou a todos a que permanecessem no Senhor, com propósito de coração;”

(Atos 11.23)


Enquanto a igreja de Jerusalém crescia, veio a ela grande perseguição. Famílias inteiras de crentes espalhadas por todos os cantos fogem e por onde passam pregam o evangelho.  E foi aí que um grupo de gentios e judeus crentes passam a se reunir em Antioquia.

Os apóstolos em Jerusalém, preocupados com este grupo estranhamente heterogêneo e multicultural, enviam Barnabé para resolver o problema.


Quando Barnabé vê tudo o que está se passando com a nova igreja local de Cristo, ele se alegra em ver o mover do Espirito Santo.


Barnabé buscou o jovem Paulo em sua terra natal, os quais foram enviados aos gentios pela vibrante igreja de Jerusalém, para juntos, com outros homens de Deus, promoverem um grande movimento missionário para alcançar os povos distantes sem Cristo.


Barnabé viu a ação de Deus e o soprar do Espirito Santo onde os legalistas e/ou preconceituosos veriam só problemas.


Os homens, que pela pregação do evangelho que “alvoroçaram o mundo” (Atos 17.6b), só realizaram a importante obra missionaria no começo da história da igreja por causa da visão divina dada a este homem, pastor e missionário misericordioso, chamado Barnabé.

Hoje devemos nos perguntar sempre, como crentes em Cristo: Será que eu estou enxergando a ação de Cristo no mover da minha liderança espiritual? No mover de conversões em minha igreja ou na extensão dos ministérios que surgem em minha comunidade? Conseguirei eu enxergar a graça e o mover de Deus mais além do meu egoísta senso crítico e preconceituoso?


Para nos alegrarmos e sermos usados na obra de Deus temos que enxergá-la como Ele a vê.


Devemos colocar as “Lentes de Barnabé”.


Editorial do Pr.Marcelo Gonçalves



© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.