Serviço completo

Atualizado: 17 de Set de 2018

Quem é que não gosta de adquirir um serviço que seja completo?


Levar um carro para lavar e descobrir que que pelo preço combinado você terá o carro não só lavado, mas também aspirado e encerado... bom não é mesmo?


Adquirir um móvel e saber que pelo preço combinado ele será entregue em sua casa e terá sua montagem feita por um profissional.


Receber benefícios de forma completa é tudo o que nós ansiamos, não é verdade?


Mas quando nós temos que realizar um serviço que beneficie a outros, qual o nosso critério? O mesmo?


Com certeza este fator de excelência é que faz a diferença entre o bom e o mal prestador de serviço!


Com isto em mente, quero propor uma questão: O que se entende por serviço completo quando temos em mente a “Grande Comissão”?


“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” - Mateus 28.19-20


Este texto é conhecido como a “Grande Comissão”, uma ordem direta de Cristo a seus discípulos. Se nos entendemos como discípulos de Cristo, esta é nossa tarefa (serviço) a ser prestado (executado).


Fazer discípulos é a missão, o serviço da Grande Comissão.


Para que este serviço seja feito de forma completa, irá demandar de nós três ações:


1. Pregar a todo tipo de pessoa, grupo, povo, etnia.

O texto de Atos 1.8 Cristo diz aos apóstolos judeus que o evangelho deveria ser testemunhado tanto em Jerusalém, como em toda Judéia, Samaria e até os confins da Terra. Em Marcos 16.15 o texto paralelo ao de Mateus 28.19-20 diz que se deveria “pregar o evangelho a toda criatura”.


Entendemos assim que não devemos poupar a anunciação das boas novas a ninguém.

Pregaremos o evangelho para o nosso primo que é legal, mas pregaremos para o outro primo que não é assim “tão legal”.


Pregaremos para o nosso vizinho da direita que é bonzinho, mas também para o da esquerda que não é assim “tão bonzinho”.


Pregaremos em nosso lindo bairro, mas pregaremos também nos bairros periféricos da cidade.


Pregaremos para pessoas da nossa raça, mas pregaremos para os de outras raças também.

Pregaremos para aqueles que recebem a palavra com alegria, e pregaremos para aqueles que nos maltratam, perseguem e nos ridicularizam.


Pregaremos... Pregaremos...


2. Batizar a todos que venham a crer no evangelho.

O batismo é a primeira ordem de Cristo ao crente. Quem crer em Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal é incluído no corpo de Cristo (Sua Igreja) e o batismo simboliza isto.

Levar uma pessoa a Cristo e não levar a mesma a se identificar com a Igreja de Cristo na Terra é obra incompleta, não aprovada pelo Senhor Jesus.


Em Atos 2.38 o apóstolo Pedro prega a uma multidão e o resultado é a conversão de três mil pessoas, que foram imediatamente batizadas para então nascer a igreja começando por Jerusalém.


3. Ensinar a todos que forem batizados.

O que ensinar? A resposta é ensinar todas as coisas que temos aprendido de Cristo. Tudo o que do Senhor estamos recebemos e aprendendo devemos repassar aos novos crentes que estão ao nosso cuidado.


Fazer discípulos envolve andar junto, mostrar na prática como o cristão deve aplicar a palavra de Deus nas mais variadas situações da vida. Como Cristo caminhava com seus discípulos, ou como Paulo caminhava com Timóteo, Tito e tantos outros.


O conceito de ensinar aqui vai mais além de um programa de estudo bíblico, é um relacionamento que envolve do estudo a pratica. É dar ao novo crente a oportunidade de aprender também pela observação.


Ensinar é ministério de longo prazo que oferece ao recém convertido uma caminhada segura rumo a maturidade cristã.


Assim sendo, nosso grande desafio como Igreja de Cristo e individualmente como membros desta Igreja, é fazer discípulos cumprindo assim a Grande Comissão.


Que este serviço seja completo, Pregando, Batizando e Ensinado a todos a quem Cristo chamar por nosso ministério!


Louvado seja Deus que encarregou a nós esta missão!


A Ele seja toda a glória!


Editorial do Pr.Marcelo Gonçalves



© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.