Crescendo no temor do Senhor

Atualizado: 18 de Dez de 2018

Talvez você já seja familiarizado com o versículo de Provérbios, “O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina”(Provérbios 1.7). O verso relaciona o temor do Senhor com o ganho de sabedoria. O entendimento comum até parece sugerir uma forma de crescer em sabedoria sem dor e que não nos custa nada. Mas a verdade é que entender e viver o temor do Senhor não funciona bem assim. Não existe uma fórmula mágica para ganharmos sabedoria. Por outro lado, Provérbios não nos deixa sem orientação em como crescer no temor do Senhor. O que temos em Provérbios é melhor que o mito da “prece poderosa” e que qualquer unção milagrosa de $ 5,00.


Provérbios 2 nos orienta em como entender e crescer no temor do Senhor. Nos primeiros versículos desse capítulo (vv. 1-4), encontramos oito sentenças condicionais que indicam quem somos, o que devemos apreciar, a quem devemos escutar, o que devemos pedir e onde devemos colocar nossas energias. O capítulo lida com essas perguntas colocando à nossa disposição um par de lentes para começar a interpretar o mundo de forma sábia. Os versículos seguintes descrevem a ação do temor do Senhor na vida de alguém e as bênçãos sobre aqueles que entenderam que a sabedoria é muito mais um estilo de vida que um estado. Ou seja, enquanto vivemos debaixo dos céus, viver uma vida sábia é uma jornada com fim apenas acima dos céus! Portanto, viva essa jornada com os ouvidos abertos para escutar a Sabedoria. Vamos ao texto:


“1. Meu filho, se você aceitar as minhas palavras e [se] guardar no coração os meus mandamentos;” [Quem somos? O que devemos apreciar? Somos criaturas carentes do conselho divino, gente que precisa aceitar as palavras de sabedoria. “Aceitar” envolve reconhecer que precisa de algo que não tem: “Alguém sabe algo que eu não sei.” Admitir isso envolve humildade diante de Deus para dizer que Ele sabe tudo e nós não. Humildade é uma disposição de coração necessária para uma vida de sabedoria. E são justamente os conselhos de Deus que devemos guardar e apreciar ao máximo. A Palavra de Deus é o tesouro daqueles que entenderam a dura realidade da vida.]


“2. se der ouvidos à sabedoria e [se] inclinar o coração para o discernimento;” [Nesse mundo cheio de barulho e opiniões, a quem você irá dar ouvidos? Você irá ouvir o que a Palavra de Deus diz ou você irá ouvir opiniões humanas acerca do mundo? Sintonize seus ouvidos para ouvir e obedecer a Palavra de Deus. Incline seu coração (pensamentos, desejos e emoções) em direção à sabedoria. É nela que encontramos o que realmente precisamos para viver o mundo de acordo com a ordem do Criador.]


“3. se clamar por entendimento e [se] por discernimento gritar bem alto,” [Eu não acredito que esse versículo está falando de um simples pedido casual. O texto usa “clamar”! Estamos falando de alguém que entendeu que não tem os recursos que precisa para viver a vida. Ele está clamando por “socorro”! Você já viu alguém pedindo socorro em um momento de perigo real? Todas as suas energias estão voltadas para chamar a atenção de alguém que pode ajudá-lo. Quando foi a última vez que clamou por sabedoria entendendo que você simplesmente não sabe viver a vida?]


“4. se procurar a sabedoria como se procura a prata e [se] buscá-la como quem busca um tesouro escondido,” [Para onde você tem investido suas energias? Qual é o seu tesouro? “Jesus e a Bíblia.” É mesmo? Ou será esse mais um cliché evangélico que soltamos sem pensar? Faça um teste. Onde você gasta a maior parte do seu tempo? Onde ficam seus pensamentos? Sonhos? Onde você gasta seu dinheiro? E suas energias? Seu real tesouro irá consumir a maior parte do seu tempo, seus pensamentos, seu dinheiro e suas energias. Então, você realmente busca a sabedoria como a prata e um tesouro escondido?]


“5. Então você entenderá o que é temer o Senhor e achará o conhecimento de Deus.” [ENTÃO... só ENTÃO... depois de aceitar o fato que você não sabe o que deveria saber, que precisa da Palavra de Deus, de inclinar seus ouvidos e coração à sabedoria divina, clamar por socorro entendendo que precisa de ajuda, e investir na sabedoria como seu real tesouro... aí sim, você entenderá o temor do Senhor.]


Não é à toa que muitos estão longe de entender o temor do Senhor. Falta a atitude de Provérbios 2.1-4 para entender e viver o temor do Senhor. Sabedoria é uma habilidade associada a um relacionamento frutífero com Deus e orientado por Sua Palavra. Infelizmente, esquecemos de crescer nessa atitude e reduzimos a sabedoria divina a um conjunto de regras, princípios e métodos que são frios e desprovidos desse relacionamento íntimo com Deus. Pense nisso, para crescer no temor do Senhor, começamos com uma atitude adequada diante da realidade de quem somos e quem Deus é.


Editorial do Pr.Alexandre "Sacha" Mendes



Texto baseado num post orginalmente publicado em:

http://aniveldecristianismo.blogspot.com.br/2009/12/crescendo-no-temor-do-senhor.html

© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.