Nomes de Deus: Jeová Shammah

Um hábito que tem se tornado comum em nossa sociedade é o individualismo. Para alguns, estar sempre sozinho pode ser uma bênção. Porém, há momentos em que a solidão pode se tornar um fardo pesado pela ausência de um ombro amigo, de uma palavra sábia enquanto se passa por momentos difíceis. Nesses momentos, não se esqueça: Jeová Shammah!


O nome “Jeová Shammah” aparece muito pouco na Bíblia. É encontrado somente no livro de Ezequiel, no contexto da nova Jerusalém e do Templo, mostrando que o Senhor será presente conosco no futuro glorioso. Este nome é a junção do tetragrama “YHWH” com o advérbio “שָֽׁמָּה׃” (Shammah), que dão o significado de “Deus está lá”. Em um sentido mais abrangente, a ideia do nome nos sugere também a presença do Senhor em todo lugar.


Estava lá...


Eu me lembro de muitas ocasiões, quando criança, em que fiquei esperando meus pais me buscarem na escola. Todos praticamente já tinham ido embora, e eu estava lá sozinho. Às vezes, nem o “tio” da portaria estava lá. Certamente não é uma situação agradável. Deus nos lembra por meio do Seu nome Shammah, que essa não é a realidade dos Seus filhos.


São muitos os momentos icônicos onde Deus mostra Sua presença na história. Em Genesis 1, Elohim estava lá no começo de tudo, estava andando com Adão e Eva antes da queda, caminhou com o fiel Enoque (Genesis 5.22), estava lá na sarça ardente diante de Moises (Êxodo 3–4), na coluna de nuvem e na coluna de fogo no deserto (Êxodo 13.22).


Davi, no Salmo 139.7 proclama: “Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face?”. O texto deixa muito claro e estabelece para nós o princípio da onipresença do Senhor. Nada escapa aos olhos e da presença de Jeová Shammah.


Isto nos mostra que:

  • Deus estava conosco em todos os momentos de nossa vida, bons ou ruins.

  • Nunca estivemos sozinhos, como às vezes pensamos.

  • A sensação de solidão é um sentimento que, por vezes, nos induz a acreditar que Deus não está conosco.


Está aqui...


A vinda de Jesus na plenitude dos tempos, como afirmam as Escrituras, nos trouxe uma bênção sem medida. Esta verdade não foi bem compreendida pelos profetas, mas foi confirmada por Jesus Cristo e esclarecida por meio dos apóstolos em cartas ao povo de Deus.


Jesus veio como homem, se tornou carne e habitou entre nós (João 1.14). O Emanuel, Deus conosco, prometido na profecia de Isaías e que prometeu estar conosco todos os dias até o fim dos tempos (Mateus 28.20b) é Jeová Shammah. O nosso Senhor não está somente ao nosso redor, mas habita em nós por meio do seu Espírito (1 Coríntios 6.19).


A glória de Jeová Shammah é revelada pela Sua igreja. Por meio dela, as Boas-novas são transmitidas para salvação de pecadores e santificação dos salvos por Jesus. Jeová Shammah habita no meio do Seu povo e dentro daqueles que o amam.


Isto nos mostra que:

  • Jesus veio para que tivéssemos nova vida nEle, e para refletirmos a Sua glória presente aqui por meio da proclamação do Evangelho onde quer que estejamos.

  • O Senhor habitou entre nós para sofrer e ser abandonado em favor de nosso pecado, para que pudéssemos amar nosso próximo, nossa família e irmãos.

  • A igreja é o meio pelo qual o Senhor tem feito Seu povo crescer em amor. Servir uns aos outros é uma boa maneira de vermos o Senhor trabalhar em nós mesmos e desenvolvermos uma fé mais madura.


Estará lá...


O Senhor sempre esteve junto de Seu povo, e estará para sempre. Em João 14.1–3, Jesus anuncia aos discípulos que os deixará em breve para preparar um lugar, e que logo voltará por eles. Em um texto mais à frente, João 17.24, Jesus em Sua oração sacerdotal em nosso favor, clama de coração diante do Pai pelo Seu desejo de estar eternamente conosco. A fidelidade de Deus com Seu povo mostra o Seu amor por cada um que salvou.


O livro de Apocalipse nos dá uma pequena fagulha de como será a nossa nova realidade na eternidade com o Senhor:


“E ouvi uma grande voz do céu, que dizia:

Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará,

e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles,

e será o seu Deus. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima;

e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor;

porque já as primeiras coisas são passadas.”

(Apocalipse 21.3, 4)


Como saber que Deus é conosco e ajuda em nossa caminhada?


  • Decidindo confiar em Deus a todo momento: Nos tempos mais difíceis, devemos confiar que El Gibbor (Deus poderoso) está cuidando de nós, moldando o caráter de seu Filho em nós por meio das provações. Quando as coisas saem do nosso controle, é certo que ainda estão nas mãos de Elohim (Soberano).

  • Decidindo viver intensamente para o Senhor: Precisamos compreender que não somos cristãos somente aos domingos, mas integralmente e diariamente. Sirvamos na igreja, preguemos o Evangelho, sejamos amáveis no trato com o próximo, no cuidado com esposa e família e demais situações.

  • Não temendo o futuro: A glória final é certa em Jesus. O Senhor é quem vai nos sustentar por meio de Sua graça até o dia final, confortar e nos dar suporte nos momentos de fraqueza. Então, não tema o amanhã, porque é certo que Jeová Shammah.

Editorial de William Rubial