Vencendo o mal com o bem

Atualizado: 18 de Dez de 2018

O que você faz quando alguém é injusto com você? Quais são suas reações habituais? A injustiça dentro de relacionamentos é um problema comum, mesmo entre cristãos. A Palavra de Deus apresenta instruções que se aplicam a esse problema frequente, mas comumente tratado de forma errada. Considere o que o Senhor ensina e...


Ajuste suas expectativas

Algumas pessoas sofrem com injustiças porque tem expectativas distantes da realidade. A Palavra de Deus antecipa que você irá sofrer com a injustiça praticada por pessoas contra você. Ao contrário do que a “teologia da prosperidade” insiste em dizer, Deus coloca seus filhos em tribulações com um propósito perfeito. Deus está sempre pronto para sacrificar nossa felicidade temporal e terrena para produzir em nós alegria eterna e celestial. O mal causado pela injustiça das pessoas está incluído nesse pacote.


Parte do problema é que você espera o mal vindo de pessoas hostis à sua fé. Porém, e quando o mal e a injustiça vêm daqueles que supostamente deveriam demonstrar amor e lealdade a você? A decepção com pessoas pode levá-lo a uma profunda tristeza ou um intenso desejo de vingança. Num certo sentido, essas reações são resultados de expectativas erradas quanto ao relacionamento com pessoas. Não tem como seguir o Mestre sem experimentar o caminho de sofrimento do Mestre (1 Pedro 2.23).


Portanto, ajuste suas expectativas, iremos sofrer injustiças nas mãos de pessoas pecadoras (João 16.33; 2 Timóteo 3.12). Deus irá usar o pecado de outras pessoas para promover em nós o caráter de Cristo (Romanos 8.28,29).


Corrija suas reações

As reações erradas são inaceitáveis. Diante da injustiça inesperada, você é tentado a buscar vingança ou fazer algum tipo de retaliação contra aqueles que lhe fizeram mal. Porém, a Palavra de Deus nos chama a uma reação diferente: “vencer o mal com o bem” (Romanos 12.21)! Como?

  1. Adote a FALA correta: “abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis” (Romanos 12.14). Quando injustiçado, você é tentado a falar mal de quem lhe maltratou. Porém, a Palavra de Deus nos instrui a abençoar os que nos perseguem.

  2. Adote o PLANO correto: “não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens” (Romanos 12.17). Se você não tiver um plano, você irá reagir de forma comum e emocional. Planeje antecipadamente como irá fazer o bem para aqueles que fizeram o mal contra você.

  3. Adote a PERSPECTIVA correta: “se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens” (Romanos 12.18). Determine sua responsabilidade diante do relacionamento abalado. Você não é responsável pela reação da outra pessoa, mas sim pela sua. Lembre-se também que, às vezes, não é possível viver em paz com outras pessoas. O versículo deixa isso implícito ao colocar que “se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens. ”Por que “se possível”? Porque as vezes não é. Por que “quanto depender de vós”? Porque as vezes não depende. Por isso, se não houver um relacionamento restaurado, que não seja por sua causa!

  4. Adote a PRIORIDADE correta: “se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça” (Romanos 12.20). Focalize sua atenção nas necessidades daquele que lhe fez mal. Note, atenção nas necessidades e não satisfação de todas as suas vontades. Tire os olhos de suas “feridas” e desenvolva uma perspectiva de vida centrada no próximo. Isso irá “amontoar brasas vivas sobre a sua cabeça”, ou seja, quando amamos nossos inimigos, nós os envergonhamos para trazê-los ao arrependimento do ódio.

Que o Senhor lhe capacite a viver em guerra contra o mal, vencendo-o com o bem.  


Editorial do Pr.Alexandre "Sacha" Mendes




© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.