Ansiedade: há uma rota de fuga?

Atualizado: 15 de Fev de 2019


Quantas vezes você já se viu imaginando o que poderia acontecer em uma determinada situação e ficou ansioso? Não ter ideia do que pode acontecer em breve tem afligido você? O futuro é uma preocupação incessante? Certamente, a ansiedade tem batido à porta da sua vida com frequência. Este sentimento, não incomum a todos nós, tem nos feito mal que muitas vezes não conseguimos dimensionar. E, em muitos casos, a ansiedade pode acarretar graves problemas, como a depressão. A Escritura Sagrada têm palavras de esperança para quem passa dificuldades com a ansiedade. Em Cristo temos poder para lutar com esse sentimento que tanto nos têm feito mal.


No texto de Filipenses 4.4-9, o apostolo Paulo fala sobre a ansiedade e como lutar contra ela.


“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos. Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco.”


A ansiedade tem uma relação muito próxima com o medo. A ansiedade é uma preocupação exagerada e sem controle de algo que pode acontecer no futuro. Isto gera medo e preocupação de algo que você quer que aconteça não venha a acontecer ou o que você não quer que aconteça e venha a acontecer, por exemplo a perda do emprego. É apontar que Deus não é suficiente para resolver meu problema e isso é pecado. Em suma, queremos e desejamos o controle de tudo.


Precisamos substituir este hábito de obter controle por bons hábitos. Tudo começa com entregar a Deus o controle da sua vida e depender somente dEle. A oração com ações de graça e um pensamento correto nos mostram o caminho para a paz de Deus e evita a ansiedade.


Lute por meio da oração de gratidão

A oração é fundamental na vida de todo cristão. Por meio dela, entregamos a Deus nossas alegrias, aflições, problemas, frustações e muito mais. A ansiedade toma lugar quando deixamos de orar, de ter comunhão com Deus e nos tornamos senhores de nós mesmos, buscando saídas para as dificuldades. A oração a Deus é a confirmação de nossa dependência dEle para nos ajudar com aquilo que nos tem feito mal. É a certeza que Ele não trará dificuldades maiores que podemos suportar (1 Coríntios 10.13) e está moldando nossos corações semelhantes ao de Jesus Cristo (Romanos 8.28).


Precisamos ter corações gratos a Deus por tudo que temos e somos. Sem gratidão nossa vida vai simplesmente naufragar no mar da insatisfação, descontentamento e dúvida. Somos a todo tempo tentados a entrar por este caminho, seja por desejo de ter coisas, por relacionamentos, status, profissão, etc. Não deixe seu coração ansiar as coisas que o mundo oferece, pois elas vão levá-lo por caminhos de medo e instabilidade. A obra de Cristo é suficiente para nos colocar em caminhos de gratidão. Se tivéssemos somente ela como benefício, seria suficiente para vivermos gratos eternamente.


Um coração em paz

O versículo 7 de Filipenses 4 nos promete calma e tranquilidade para corações que oram gratos Deus. Esta paz transcende a qualquer entendimento humano, pois ninguém pode nos dar, senão o próprio Deus. O grande ponto da vida cristã não é pedir a Deus que você não tenha mais situações ruins, mas sim confiar em nosso soberano, sábio e poderoso Deus durante todas as ocasiões. Em João 16.33 Jesus nos chama para ter paz nEle porque ele venceu o mundo, nEle temos a real paz.


A palavra ansiedade do grego significa “divido em partes”. Quando estamos passando por uma ansiedade nossa mente e coração estão divididos. Filipenses 4.8,9 nos apresenta o que devemos ter constantemente em nossos pensamentos. Devemos trocar o pensamento cíclico de preocupação, medo e angustia por pensamentos agradáveis a Deus. Hábitos agradáveis a Deus devem tomar nosso ser. Abandone o velho homem, os velhos pensamentos e a velhas atitudes e se revista do novo em Jesus Cristo (Efésios 4.20-24).


Portanto, a ansiedade é realmente uma realidade para muitos. As preocupações desta vida têm nos afligido e feito mal que muitas vezes sequer percebemos. Mas, a Palavra de Deus nos dá esperança. Em Jesus podemos lutar e vencer a ansiedade pela oração com gratidão e pela renovação de nossa mente e coração. Deposite todas as suas confianças em Deus, Ele não falha!


Editorial de William Rubial



© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.