Buscar

O segredo da gratidão

Atualizado: 21 de Set de 2018

Como cristãos, somos confrontados com mandamentos simples e diretos para desenvolver uma vida de gratidão: “...sede agradecidos” (Colossenses 3.15); “...em tudo dai graças...” (1 Tessalonicenses 5.18). Bem intencionados, procuramos viver uma vida de gratidão recitando os versículos decorados em circunstâncias ingratas. Sem dúvida, a memorização dos versículos é útil para a educação da mente na Palavra do Senhor. Mas palavras de gratidão expressas sem um coração grato são superficiais. É uma contradição. Os lábios expressam palavras secas de gratidão e o coração amarga justamente o contrário. O tom de voz, o rolar dos olhos e o franzir da testa acusam a tensão entre o que falamos e o que experimentamos. Então, qual é o segredo da gratidão?


Não está no que você faz

A compreensão popular de gratidão se baseia num sentimento de compensação. Trata-se de uma convenção social. Ou seja, a gratidão é um sentimento resultante de um favor recebido. Alguém fez ou deu algo para você e, como forma de compensar, você é grato. “Muito obrigado!” Esse tipo de dinâmica apresenta uma série de problemas para um crescimento genuíno na vida de gratidão proposta na Bíblia. As distorções da verdadeira gratidão bíblica agem de forma sutil. Popularmente...

  1.  A gratidão é vista como um mero sentimento que você pode ou não ter. Sendo assim, ela é neutra, não pode ser fabricada e você não pode ser responsabilizado se não a exerce. Errado. A Palavra de Deus não anula o sentimento de gratidão, mas também não isenta nossa responsabilidade. Ser grato é uma ordem.

  2. A gratidão é vista como uma compensação de um favor recebido. Ou seja, quem recebe busca ser um merecedor do favor recebido, fazendo algo para se colocar no nível do doador. Errado. A gratidão na Palavra de Deus é uma resposta a favores imerecidos.

  3. A gratidão tem como referência pessoas, num relacionamento de “etiqueta social”. Nesse caso, somos gratos baseado no que pessoas fazem. Errado. A referência na Palavra de Deus para uma vida grata não está centralizada em pessoas, mas em Deus.

Mas então, se o segredo da gratidão não está em nós, onde está?


Está no que Alguém fez por você

A gratidão é sempre uma resposta à obra salvadora de Deus na Criação e na Salvação. O segredo não está no que você faz a partir de sua boa vontade. O segredo da gratidão está em crer no que Deus fez, faz e continua fazendo por você, tanto na Criação quando na sua Salvação. E Ele assim faz, para Sua própria glória (Romanos 11.36).


Na Palavra de Deus, vemos que a gratidão é um compromisso contínuo em contraste com a iniquidade (Efésios 5.4). Gratidão é o termo usado para resumir o comportamento apropriado do povo de Deus. A ingratidão é uma das marcas dos incrédulos (Romanos 1.21; 2 Timóteo 3.1-5).


A gratidão não começa com nossa determinação em seguir mais uma tradição cristã. Gratidão é um ato de fé. A vida de gratidão começa com Deus e o reconhecimento do Ele faz na Criação e na Salvação. Ser grato é uma resposta de fé ao que Ele provisiona para nós na Criação e na Salvação. Mais de Deus e menos de nós.


Assim, encheremos a Terra de gratos louvores que expressam o caráter bondoso do nosso Deus, que é o Provedor e o Salvador de nossas almas (Colossenses 1.13-23; 2.6-7)! Sejamos gratos para a glória de Deus.


Editorial do Pr.Alexandre "Sacha" Mendes



© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.