Buscar

Segurança em meio ao caos

Atualizado: 22 de Ago de 2018

"No princípio, criou Deus os céus e a terra.

A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo,

 e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. Disse Deus: Haja luz; e houve luz.”

(Gênesis 1.1–3)


É impressionante como a familiaridade com as coisas nos faz deixar de enxergar os detalhes e a profundidade daquilo que está sendo visto ou ouvido. Uma paisagem que antes nos chamava atenção agora é somente parte do caminho para chegar ao trabalho. Uma esposa que antes só parecia ter qualidades com o tempo parece ter cada vez mais defeitos. Um trabalho que era motivador e diferente tornou-se apenas um fardo e uma obrigação. 


Poderíamos gastar um bom tempo listando situações onde isso acontece nas nossas vidas.

Infelizmente, isso também acontece com a oração e com a Bíblia. Orações que pareciam encher nosso coração e nos fortalecer na fé, agora por vezes parecem nem “passar do teto". A Bíblia, que em algum momento pareceu gritar verdades e mensagens de esperança e consolo, agora não passa de um livro que somos obrigados a ler, mas que já não fala ao nosso coração como falava antes. E isso se agrava quando lidamos com passagens muito conhecidas. A descrição do início da criação é uma dessas passagens, e, como toda passagem “batida”, não prestamos muita atenção a tudo o que ela pode nos dizer e a profundidade do que ela está nos dizendo.


O que vemos nesses três versículos, os primeiros de toda a Bíblia, é uma afirmação de que somos totalmente dependentes de Deus e de que ele é totalmente soberano e poderoso. Se acreditamos nisso, então cremos que nele encontramos todas as respostas que precisamos.


Somos dependentes de Deus

Deus criou todas as coisas pela sua Palavra, inclusive o homem (Gênesis 1:26‑28). O fato de Deus ter nos criado significa que nós somos dependentes dele. Não há paz longe dele, muito menos vida. Deixar de buscar a Deus não nos leva "apenas" a perder nossa espiritualidade; perdemos nossa própria humanidade. Não existe vida à parte do Autor da Vida. Nós não somos capazes de fazer nada enquanto estivermos longe de Deus, pelo simples fato de que pessoas mortas não conseguem fazer nada. Nossa vida e o propósito para ela se encontram em Deus.


Deus é soberano e poderoso

O fato de Deus ter criado tudo significa também que Ele está no controle de tudo e todos. Essa frase é bem típica para os cristãos. Muitos de nós, senão todos, já falamos isso para alguém em algum momento, normalmente de dificuldade. Mas quando se trata de viver isso, aí as coisas ficam mais difíceis. Nós sofremos por causa do nosso pecado e por causa do pecado das outras pessoas contra nós. A situação muitas vezes foge ao nosso controle e é difícil confiar que existe, de fato, alguém no controle. É difícil entender que Deus é amoroso e bom em meio a todas essas coisas. Problemas em casa, casamentos à beira do fim, pais complicados, dificuldades no trabalho, relacionamentos quebrados, sonhos não realizados, pecados que nos escravizam. Tudo isso nos consome e desanima.


Por mais que não pareça, a passagem de Gênesis 1 se encaixa de forma perfeita nesse contexto. A terra era sem forma, vazia e estava em trevas. Aparentemente estava tudo perdido, não havia nada bom até aí, muito menos perspectiva de que algo fosse melhorar. Até que Deus entra em cena, e, apenas com a Sua Palavra, Ele cria a luz. Mesmo com tudo perdido e em trevas, Deus simplesmente disse, e tudo se resolveu. Será mesmo que o Deus que criou o universo é menor do que o seu problema? Você tem confiado na soberania de Deus? Ou o medo, a ansiedade e a preocupação tem tomado conta da sua vida? O mesmo Deus que criou a terra e tudo o que nela se contém (Salmo 24:1‑2), vive hoje, e está no controle de todas as coisas.


Deus é a resposta que precisamos

Talvez a nossa dificuldade seja querer saber o nosso futuro para ter a certeza de que as coisas de fato terão um final feliz. Queremos respostas para as nossas perguntas do dia a dia para tomarmos as melhores decisões possíveis. Queremos um caminho mais fácil, mesmo que isso implique conhecer menos de Deus e do seu poder. Tudo isso porque não queremos sofrer. Nossa confiança em Cristo deve estar no fato de que Ele trabalha de forma perfeita no tempo perfeito, e não porque Ele faz o que queremos no tempo que queremos.

De fato, o sofrimento por si só não produz nada de bom. Mas quando olhamos para Cristo em meio ao sofrimento e às dúvidas e começamos a busca-lo, todas as dificuldades que temos se mostrarão ser situações impressionantes para que Deus trabalhe áreas específicas da nossa vida para que sejamos mais parecidos com o seu Filho. O conforto em meio ao sofrimento não vem de uma explicação da sua causa, mas através da revelação do próprio Deus em meio ao sofrimento.


Não é fácil entender e viver isso, com certeza não é. O próprio Jesus nos afirmou que a vida cristã seria árdua e com tribulações. Mas ele também nos prometeu vida em abundância, mesmo em meio à dor. Devemos entender de fato que não precisamos de todas as respostas e daquilo que o mundo diz que precisamos, nós só precisamos de Deus.


Editorial de Gustavo Henrique Santos



© 2018 Igreja Batista Maranata. Todos os direitos reservados.